Oração Alma de Cristo

Livros de Orações que Você vai Gostar:

A oração Alma de Cristo é uma oração de santificação e salvação. É uma oração direcionada á Jesus, pedindo proteção.

Alma de Cristo, santificai-me.
Corpo de Cristo, salvai-me.
Sangue de Cristo, inebriai-me.
Água do lado de Cristo, lavai-me.
Paixão de Cristo, confortai-me.
Ó bom Jesus, ouvi-me.
Dentro de Vossas chagas, escondei-me.
Não permitais que me separe de Vós.
Do espírito maligno, defendei-me.
Na hora da minha morte, chamai-me
e mandai- me ir para Vós,
para que com os vossos Santos Vos louve
por todos os séculos dos séculos.
Amém.

Escute abaixo a oração Alma de Cristo cantada:

Alma de Cristo: Uma oração que todos deveriam rezar e meditar profundamente

Poucas orações são tão bonitas quanto a Anima Christi, ou Alma de Cristo. Santo Inácio de Loyola a incluiu em seus Exercícios Espirituais e, por isso, muitos pensam que ele é o autor dessa oração, mas, na verdade, sua origem é medieval.

O papa João XXII concedeu numerosas indulgências a todos que a rezarem, gesto este que tem feito muitos acreditarem ser ele o autor.

Mas a verdade é que não importa tanto quem a criou, mas o fato de nos ter sido entregue pela Tradição da Igreja como um precioso tesouro.

É uma oração que todos deveriam rezar e meditar minimamente. Esta oração parece incompreensível e um tanto escandalosa aos ouvidos modernos.

E isso não soa estranho, porque é uma acertada recordação de que nossa fé não consiste apenas em ideias, valores, princípios, formas de agir, boas obras ou filosofias, mas antes de tudo isso é a fé em Alguém.

A Anima Christi nos ajuda a nos deter na contemplação do mais belo dos homens e assim re-centralizar nossa existência.

Tudo que não vai bem em nossa vida provém de ter posto em seu centro mil e um ídolos que nos escravizam, porque fomos feitos para que nosso centro seja Jesus Cristo e não podemos ser felizes sem Ele.

O combate diário do cristão consiste, simplesmente, em lutar para arrancar do coração os mil e um ídolos aos quais nos apegamos e voltar a colocar o coração em Deus.

Outra razão pela qual a oração se faz escandalosa é porque constitui uma demonstração de fé na Encarnação.

Desde quando existe o Cristianismo, os homens têm tentado aguar, modificar a fé cristã na Encarnação, tornando-a mais fácil de se aceitar, convertendo-a em uma metáfora, em algo abstrato, em uma forma de falar… qualquer coisa, menos o enorme e maravilhoso Mistério que é.

A grande maioria das heresias que existem, desde o arianismo até o próprio Islã provêm do escândalo diante da ideia de que Deus pode ter se feito de verdade homem.

A Anima Christi, por outro lado, não se limita a aceitar intelectualmente a natureza verdadeiramente humana e verdadeiramente divina de Cristo, como tantas vezes fazemos, mas se detém em contemplá-la, recria-se nela, desfruta dela e a converte em alimento para a vida espiritual.

A humanidade de Cristo, com Seu corpo, Seu sangue e Sua alma é nossa Salvação.

Sua Paixão nos conforta, porque se com Ele sofremos, com Ele reinaremos. Inúmeros místicos nos recordam que nosso refúgio está nas chagas de Cristo, suas feridas nos curam.

É uma oração muito apropriada para depois de comungar, ou para rezá-la diante do Santíssimo Sacramento, já que tem uma forte dimensão Eucarística.

O Corpo e o Sangue de Cristo nos salvaram e continuam nos salvando, quando recebidos autenticamente de forma sacramental.

Como dizia São João Crisóstomo, assim como aconteceu na saída do Egito, o anjo exterminador vê o Sangue do Cordeiro na boca dos cristãos e passa de longe, sem tocá-los.

O final da oração é especialmente comovente. Quem a reza se faz uma criança diante de Cristo, conscientiza-se de que sem Ele nada pode.

Nossa esperança como cristãos é que Ele, na hora de nossa morte, nos chame e nos mande aproximar, para que possamos louvá-Lo e bendizê-Lo para sempre.

Compartilhe Esta Página:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *