Pontos de Maria Padilha das Almas

Escute á seguir alguns pontos cantados de Maria Padilha das Almas

O vídeo abaixo tem pontos cantados de Maria Padilha das Almas com letra. São 18 minutos de pontos cantados.

Neste outro vídeo, de pouco mais de 1 minuto, você pode escutar o ponto cantado Abre Essa Cova, Quero Ver Tremer, de Maria Padilha das Almas.

Letra do ponto cantado Abre Essa Cova, de Maria Padilha das Almas:

Abre essa cova
Quero ver tremer
Abre essa cova quero ver balancear
Maria Padilha das almas
O cemitério é o seu lugar
É na Calunga que a Padilha mora
É na Calunga que a Padilha vai girar

Pontos Cantados de Maria Padilha

Mais de 16 minutos de pontos cantados de Maria Padilha:

28 Letras de Pontos Cantados de Maria Padilha

1- De onde é que Maria Padilha vem
Aonde é que Maria Padilha mora
Ela mora na mina do ouro
Aonde criança não chora.

2- Maria Padilha,
Rainha do Candomblé
Firma curimba
Que ta chegando mulher

3- Maria Padilha,
Traz linda figa de ouro
Oi saravá Rainha linda da quimbanda,
Sua proteção é um tesouro.

4- Ela é Maria Padilha,
De sandalinha de pau
Ela trabalha pro bem
Mais também trabalha pro mal

5- Quem não gosta de Maria Padilha
Tem, tem que se arrebentá
Ela é bonita
Ela é formosa
O bela vem trabalhar.

6- De garfo na mão,
Lá vem mulher bonita,
Bonita e muito formosa,
Muito formosa e muito cheia de rosas,
Lá vem Maria Padilha,
Dos 7 cruzeiros da calunga.

7- Oi quem mora nessa ilha
Oôâi quem mora nessa ilha
Fogo por todos os lados
Garfo seguro na mão
Rosas no chão se espalhando
Formosa ela vinha então
Era Padilha, Era Padilha
Maria Padilha
Quem não me respeita
Logo se afunda
Eu e Maria Padilha
Dos 7 cruzeiros da calunga.

8- Na minha encruzilhada,
Muito consagrada,
Tenho muitas rosas
Tão apreciadas
Com um perfume
Quero alegrar,
Os filhos que têm fé
É quem me chamar
Também tenho garfo,
Para espetar,
Espetar a Alma
De quem me maltratar
Sou Maria Padilha
Dos 7 cruzeiros.
Tenho Força das almas
Dos velhos do cativeiro.
Trabalhamos unidos
Numa só braçada,
Sou Maria Padilha
Formosa e muito amada.
Meu melhor vestido,
Quero ofertar,
Para o inimigo
Cor da menga pra sangrar.
O preto da minha roupa,
Vou presentear,
Ao inimigo, na escuridão vai ficar.
Ai vai minha luz
No branco da minha roupa,
A você que é bom,
E não tem língua solta.
sou Maria Padilha
Dos 7 cruzeiros.
Saravo vocês que me vêem,
É vocês que me chamam e não creem.
Quem caminha com minha ajuda,
Muita força há de ganhar,
Mas coitado, muito coitado,
De quem me desafiar.
Minha falange é muito boa,
pelo menos eu considero,
Tenho até muitas crianças,
Como Exu, e que venero.
Trabalho de muitas formas,
O mistério é profundo,
Jogo muitos Eguns,
Em cima de vagabundos.

9- Meu Santo Antonio
Veio me ajudar
Enfeitar a terra
Enfeitou o Gongá
Trouxe a Padilha na gira
Para me limpar,
Saravá Santo Antonio
Saravá seu Gongá
Saravá Santo Antonio
E Padilha pra me ajudar.

10- Nas 7 calungas ela faz sua ronda
É lá que é sua morada
Ela é morena e muito formosa
É lá que é sua morada
Maria Padilha da Quimbanda
Também trabalha na encruzilhada
Mas no cruzeiro faz sua ronda
E demanda na encruzilhada.

11- Meu garfo já chegou na terra
Estou querendo guerra
Meu garfo já finquei na terra
Estou guerreando, estou guerreando
Eu estou trabalhando
Eu estou lhe limpando
Estou lhe limpando.

12- Padilha minha Pomba Gira
Padilha minha grande amiga
Aonde você está estou a gritar
Se está sempre me enganando
É para me ajudar.

13- Quando eu nasci, eu era formosa
E fui muito sacrificada
Hoje moro no cruzeiro
Ao lado de Pai Omulu
Ele é pai feiticeiro
Feiticeiro de muita força e luz
Ele é dono do cruzeiro
Ordenança de Ogum
No seu reino eu vou vivendo
As almas que me conduzem
Me chamo Maria
Dos 7 cruzeiros de luz.

14- Ela é Maria Padilha
Ela agora vai girar
É nas suas 7 calungas
É lá que ela vai ficar
É logo que ela vai girar
Todo o mal ela vai levar
E quem tiver inimigo
Pensa em mim quando eu girar
Pensa em mim
Com muita firmeza
Que todo o mal eu vou levar
Quando eu chegar na minha morada
O inimigo vai pagar
É lá que a prestação de contas
E as contas não vão falhar.

15- Deu meia noite
A lua se escondeu
Foi lá na encruzilhada
Ouvi uma gargalhada
E a Padilha apareceu
Alaruê, alaruê, alaruê
É mojubá, é mojubá, é mojubá
Ela é Odara
quem tem é em pomba gira
É só pedir que ela dá.

16- Dizem que Pombagira é uma rosa
É uma rosa que nasceu no meio do espinho
Maria Padilha, rosa sem espinho
segue os meus passos ilumina os meus caminhos.

17- Abre a roda (bis)
Deixa a Maria Padilha trabalhar
Quando ela vem,
Ela tem peito de aço, (bis)
E o coração de um sabiá.

18- Foi Iansã quem te deu força
Rainha de quem tem fé
Vamos saravá (bis)
Maria Padilha que mulher (bis).

19- A sua catacumba tem mistério,
Mas, ela é a Rainha do Cemitério!
Mas, ela é loira, dos olhos azuis,
Maria Padilha, Filha de seu Omolu!

20- Padilha ó Padilha ó
A pedra do seu anel
Brilha mais do que o sol (bis)
Com sua saia, sua rosa no cabelo,
Como é bonito ver a Padilha no terreiro (bis).

21- Choveu, choveu,
Só lá na calunga é que não choveu,
É que a Padilha Cruzeiro das Almas
Presta conta pra Deus.

22- Maria Padilha
Você é a flor perfeita
Que vem dentro desta seita
Para aqueles que tem fé…
Tú és a Rosa que perfuma a Umbanda
Vencedora de demandas,
Com amor e muito axé…
Maria Padilha não me deixe andar sozinho,
Põe a rosa sem espinhos
Nos caminhos aonde eu passar…
Ô pombo gire, ô pombo gira
Faça um tapete de rosas para que eu possa caminhar.

23- Moça me dá um cigarro do seu pra fumar
Porque dinheiro
Eu não tenho prá comprar
Vivo sozinho, vivo na solidão
Maria Padilha me dê sua proteção
Ô moça, ô moça, ô moça
Me ajude com a sua força.

24- Cemitério é praça linda
Que eu não quero passear (bis)
Lá tem sete catacumbas,
A Padilha mora lá
Mora lá, mora lá
A Padilha mora lá.

25- Sua gargalhada ecoa na madrugada
Maria Padilha não é cinzas ela é brasa,
Com sol ou lua louvamos com fé
Maria Padilha está pro que der e vier
Não mexa com a Padilha brincadeira ela não é
Transforma espinho em rosas se fores merecedor
Na barra da sua saia ninguém nunca encostou
Labareda de fogo queima, É o aviso que ela dá
Quem quer caminhos floridos com ela não vai brincar.

26- Maria Padilha
Estou cantando em seu louvor,
Na barra da sua saia
Corre água e nasce flor.

27- Umbanda sua rainha chegou
Umbanda mais uma estrela brilhou (bis)
O salve, salve a Pomba Gira
Que veio da encruzilhada
Para alegra nossa gira,
O salve seu ponteiro de aço
Salve a sua tesoura que
Corta todo embaraço.

28- Quem viu o sol se esconder
Quem viu a Lua brilhar
Quem viu o espinho da rosa
Também vai ver Maria Padilha chegar (bis)
Os seus olhos são verdes
Sua cor é mulata
Seus cabelos são negros
E a sandália é de prata
Numa mão tem perfume
Na outra tem a flor
Para Umbanda querida
Maria Padilha traz paz e amor.

Ponto de Pombo-Gira – Padilha das Almas

ELA É POMBO-GIRA FORMOSA
TRABALHA COM UMA ROSA
E VEM DE LONGE PRA CÁ

PARA ESSA UMBANDA TÃO LINDA
COM A MISSÃO TÃO BONITA
DE PODER NOS AJUDAR

É POMBO-GIRA
PADILHA DAS ALMAS
POMBO-GIRA ELA É

LAROYÊ EXÚ
A MOJUBÁ A MOJUBÁ
PEÇA A POMBO-GIRA QUEM TEM FÉ
[/refrão]

COM A SUA SAIA RODADA
VAIDOSA ENCANTADA
CONQUISTOU MEU CORAÇÃO

ME OLHE SEMPRE NAS MADRUGADAS
NÃO DEIXE QUE O MAL ACONTEÇA
VENHA DAR A PROTEÇÃO

É POMBO-GIRA
PADILHA DAS ALMAS
POMBO-GIRA ELA É

LAROYÊ EXÚ
A MOJUBÁ A MOJUBÁ
PEÇA A POMBO-GIRA QUEM TEM FÉ
[/refrão]

Compartilhe Esta Página:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *